Sesc Palladium lança robusta programação de cinema para o mês de janeiro



O cinema é uma das paixões do brasileiro, não importa a idade. E para começar 2021 com as boas vibrações da sétima arte, o Sesc Palladium preparou uma programação especial com mostras e sessões infantis e para adultos, além das sessões gratuitas que podem ser agendadas exclusivamente para famílias, casais, coabitantes e grupos de convivência que terão a oportunidade de ter um cinema só para eles. Confira abaixo a relação das atividades, além da programação detalhada e sinopses de cada uma.

SESSÕES EXCLUSIVAS – TODO O MÊS DE JANEIRO

A oportunidade de ter um cinema só pra você! Famílias, casais, coabitantes e grupos de convivência podem reservar uma sessão de cinema exclusiva, além de ter o direito de escolher o filme que desejar assistir dentre as opções disponíveis no catálogo. Ao longo de todo o mês, no Cine Sesc Palladium, sempre de terça a domingo, às 14h (nos dias de semana) e 11h30 (nos finais de semana). Os ingressos gratuitos e limitados devem ser retirados no sympla.com.

  • Custódia | Direção: Xavier Legrand; FRA; 94 minutos; 14 anos |O casal Miriam e Antoine Besson acabar de se divorciar. E para garantir a proteção de seu filho do pai, que ela acusa de ser violento, Miriam pede a custódia exclusiva. O juiz, no entanto, acaba concedendo custódia compartilhada aos dois. Tomado quase como um refém entre seus pais, Julien, filho do casal, fará tudo para evitar o pior.

  • À Sombra de Duas Mulheres | Direção: Philippe Garrel; FRA; 73 minutos; 14 anos | Pierre e Manon formam um casal de documentaristas que sobrevivem fazendo trabalhos temporários para poder dar suporte aos filmes que desejam realizar. Apesar de estar apaixonado por Manon, Pierre acaba conhecendo Elizabeth e, a partir daí, deseja manter o relacionamento com as duas mulheres. No entanto, as coisas não sairão como ele espera.

  • Oh Lucy | Direção: Atsuko Hirayanagi; JAP/EUA; 95 minutos; 16 anos | Setsuko Kawashima é uma mulher solitária que trabalha em um monótono escritório em Tóquio. Quando vê que precisa sair da rotina, ela decide estudar inglês, e a partir daí, sua vida nunca mais é a mesma. Durante as aulas Setsuko descobre sua outra identidade, o alter ego "Lucy". Enquanto experimenta desejos e situações antes impensáveis, ela precisa lidar com o desaparecimento do seu instrutor John.

  • Esplendor | Direção: Naomi Kawase; JAP/FRA; 101 minutos; 10 anos | Misako é apaixonada por versões cinematográficas destinadas a deficientes visuais. Durante a exibição de um filme acessível, ela conhece Masaya Nakamori, um fotógrafo que está perdendo a sua visão, mas que guarda um acervo de fotografias que atrairá Misako e fará com que ela se conecte com seu passado.

  • Tito e os Pássaros | Direção: Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar e André Catoto Dias; BRA; 73 minutos; Livre | O filme conta a história de um menino que é responsável, junto com seu pai, por achar a cura para uma doença que é contraída após a pessoa tomar um susto.

  • A Raposa Má | Direção: Benjamim Renner, Patrick Imbert; FRA; Animação; 80 minutos; Livre | Aqueles que pensam que o campo é um lugar calmo e tranquilo se enganam, lá há animais particularmente agitados, uma raposa que pensa ser uma galinha, um coelho que se faz de cegonha e um pato que quer substituir o Papai Noel. Se quiserem tirar férias, mudem de caminho!

MOSTRAS

‘OLHARES SOBRE AS INFÂNCIAS’ – COMEÇA DIA 09 DE JANEIRO

A mostra apresenta quatro narrativas distintas sobre o universo das crianças e sua relação com a vida adulta. Entre os filmes, produções do Brasil, Hungria, Espanha e Japão que revelam conflitos, dramas e proximidades entre crianças, seus familiares e o mundo que os rodeia. As sessões ocorrem entre 09 e 17/01, de terça a sexta, às 19h; e aos sábados e domingos, às 18h, no Cine Sesc Palladium, exceto às quintas-feiras, quando serão realizadas no Foyer Rio de Janeiro e terão público limitado a oito pessoas. Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados no em sympla.com ou na bilheteria até 30 minutos antes de cada sessão.

  • Jonas e o Circo Sem Lona > 09/01 - 18h | 14/01 - 19h

Direção: Paula Gomes; BRA; 2015; 82 min; Livre |Aos 13 anos de idade, Jonas é filho e neto de artistas de circo. O garoto tem seu próprio circo improvisado, frequentado pelos moradores do pobre bairro onde vive, na Bahia. É ele quem coordena os números, prepara os figurinos, a música e controla os ingressos. Jonas pretende abandonar a escola para se juntar ao tio e viver num circo itinerante, mas a mãe prefere que ele permaneça na escola. No meio desta briga, ele descobre as dificuldades da vida adulta.

  • Verão 1993 > 10/01 - 18h | 15/01 - 19h

Direção: Carla Simon; ESP; 2017; 98 min; 12 anos | A pequena Frida é uma criança em crise. Depois de perder o pai, ela sofre também com a morte da mãe devido a uma doença que ela ainda não é capaz de compreender. A garota é obrigada a se mudar para a casa dos tios, em outra cidade. Apesar do afeto e compreensão da família, Frida manifesta um comportamento agressivo, especialmente com a prima mais nova.

  • Takara > 12/01 - 18h | 16/01 - 19h

Direção: Damien Manivel e Kohei Igarashi; JAP/FRA; 2018; 78 min; 14 anos

Nas montanhas cobertas de neve no Japão, toda noite um pescador parte em direção ao mercado da cidade. Em uma dessas, seu filho de 6 anos é acordado por sua partida e não consegue voltar a dormir. Logo depois, no caminho para a escola, ainda sonolento, ele se afasta do caminho e decide vaguear sozinho pela neve.

  • Um dia > 13/01 - 18h | 17/01 - 19h

Direção: Zsófia Szilágyi; HUN; 2018; 99 min; 12 anos |Anna é mãe de três filhos, casada e trabalhadora. Está sempre correndo contra o tempo para conseguir cumprir todos os seus prazos e promessas, mas sente que seu casamento está desmoronando. Sem conseguir conciliar tudo, ela prevê o que está prestes a acontecer, sem poder fazer nada a respeito.

‘FILMES QUE VOAM’– 9 DE JANEIRO

Encerrando as exibições que começaram em dezembro, com um trabalho voltado à acessibilidade, no dia 09/01, às 16h, a parceria entre o Sesc Palladium e a produtora Filmes que Voam apresenta uma série de curtas metragens infantis com audiodescrição. Os ingressos, gratuitos, podem ser retirados no Sympla.com ou na bilheteria, até 30 minutos antes da sessão.

  • Nuvem | Direção de Vanessa Sandre; 2014; 15 minutos; Livre | A pequena e sonhadora Franciely vive em um sítio com sua mãe, Irene, uma mulher amargurada.

  • O Melhor Som do Mundo | Direção: Pedro Paulo de Andrade; 2015; 13min; Livre | Vinicius não coleciona figurinhas, nem carinhos, nem gibis, mas sim algo que não pode ser visto nem tocado: os sons do mundo. Mas essa não é uma tarefa fácil, especialmente quando se decide encontrar o melhor de todos: o melhor som do mundo. Em sua busca, Vinicius irá descobrir que isso está muito mais perto do que o esperado.

  • Nham Nham – A Criatura | Direção: Lucas de Barros; 2015; 13min; Livre | Lucas, uma criança de 9 anos, mudou-se para uma nova cidade e seus pais também se separaram recentemente. O pequeno desenha algumas coisas em seu diário, e certa vez desenha uma criatura chamada Nham Nham, que ganha forma em um corpo de um grande urso.

CINE CIPÓ – 10 DE JANEIRO

No dia 10/01, às 16h, a seleção de curtas infantojuvenis integrantes do 9º Cinecipó, Festival de Cinema Insurgente, tem como tema “aproximações”: quais foram os gestos, pensamentos, pessoas e objetos que nos mantiveram próximos de nós mesmos, das pessoas, pensamentos e coisas que realmente importam? A exibição será no Cine Sesc Palladium, com ingressos gratuitos e limitados que podem ser retirados no Sympla.com ou na bilheteria, até 30 minutos antes da sessão.

  • Vivi Lobo e o quarto mágico | Direção: Isabelle Santos e Edu MZ Camargo; 2019; Animação; 13min |Vivi Lobo é zombada pelos colegas da escola por conta do seu nome. Mas quando ela descobre uma porta mágica em seu quarto, começa dentro dela um processo de transformação que a fará ver o vê-lo de uma forma diferente. | Recursos acessibilidade: Legendagem descritiva e audiodescrição

  • A rua é pública | Direção: Anderson Lima; 2015; Ficção; 4min | Eles tinham a bola, o time e nenhum lugar pra jogar. Sem campo, quadra ou rua, algumas crianças do assentamento Eliana Silva, não acham que disputa de pênaltis seja uma grande aventura, mas isso está prestes a mudar.

  • O véu de Amani | Direção: Renata Diniz; 2019; Ficção; 14min | Amani é uma garota paquistanesa que mora no Brasil. Ao mudar de casa, a menina muçulmana recebe um presente inesperado da sua nova amiga brasileira: um biquíni.

  • Guri | Direção: Adriano Monteiro; 2019; Ficção; 13 min | Victor é um menino de 12 anos que sonha em vencer um campeonato de bolinha de gude do seu bairro.

  • Dandara e Zumbi dos Palmares (Myticah - O Livro dos Heróis) | Direção: Jonas de Faria Brandão e Hygor Beltrão Amorim; 2018; Animação; 7min | Os irmãos Manga e Leco se divertem com o livro pop-up ‘MYTIKAH’’, que conta histórias de heróis da vida real. Eles entram na história para conhecer os personagens e o mundo em que vivem, aprendem sobre o contexto histórico e vida destes heróis e fazem observações e críticas bem-humoradas sobre a época e suas características. Os irmãos participam da história e ajudam os heróis a realizarem suas missões.

OUVINDO IMAGENS, VENDO SONS – COMEÇA DIA 19 DE JANEIRO

De 19 a 31/01, a mostra propõe encontros entre Música e Cinema, por meio de personagens icônicos da cena musical brasileira e internacional, e apresenta filmes com narrativas sobre Dorival Caymmi e Lanny Gordin, e relatos internacionais que têm Christa Päffgen e Janis Joplin como figuras centrais. Para além de obras biográficas, a seleção traz produções que transitam entre a ficção e o documentário. As sessões ocorrem de terça a sexta, às 19h; e aos sábados e domingos, às 18h, no Cine Sesc Palladium, exceto às quintas-feiras, quando serão realizadas no Foyer Augusto de Lima e terão público limitado a oito pessoas. Os ingressos, gratuitos, devem ser retirados no sympla.com ou na bilheteria até 30 minutos antes de cada sessão.

  • Inaudito > 19, 23 e 28/01

Direção: Gregorio Gananian; BRA; 88 min; 2017; 10 anos | Nascido na China, Lanny Gordin fez carreira como músico no Brasil nas décadas de 60 e 70 e trabalhou em discos e shows de Gal Costa, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Erasmo Carlos, Jards Macalé e outros ícones da música popular brasileira. O ostracismo veio no final da década de 70, associado ao desenvolvimento de esquizofrenia. Aos 65 anos, Lanny relata sua chegada ao país e revela seus pensamentos sobre a vida e, especialmente, sua relação com a música.

  • Janis > 20, 24, 29/01

Direção: Amy Berg; EUA; 103 min; 2015; 14 anos |O documentário gira em torno de Janis Joplin, estrela do rock norte-americano. A produção aborda uma visão fora da música, revelando a mulher doce, sensível, confiável e poderosa por trás da lenda. Um relato de uma vida épica e turbulenta que mudou o mundo da música para sempre.

  • Nico 1988 > 21, 26 e 30/01

Direção: Susanna Nicchiarelli; ITA/BEL; 94 min; 2017; 16 anos | Christa Päffgen, mais conhecida pelo seu nome artístico Nico, fez sucesso no final da década de 1960 ao lado da banda Velvet Underground. Vinte anos depois, a cantora tenta desenvolver sua carreira solo ao mesmo tempo em que precisa lidar com os fantasmas do passado: o vício em drogas, a relação problemática com o filho e a depressão que a acompanhou durante toda a vida.

  • Dê Lembranças a Todos > 22, 27 e 31/01

Direção: Aguinaldo Di Fiore Filho, Fabio Di Fiore e Thiago Di Fiore; BRA; 73 min; 2018; 10 anos | Em 94 anos de vida, Dorival Caymmi cantou, compôs, escreveu e pensou a Bahia, mesmo longe dela. Junto com Jorge Amado, ele é considerado um dos responsáveis pelo imaginário baiano. Entes queridos e profissionais que entraram em contato com ele relembram sua vida e a construção da sua trajetória como um ícone da cultura brasileira.

#TEMTODOSÁBADO – COMEÇA DIA 16 DE JANEIRO

Para complementar a programação infantil dos dias 16, 23 e 30/01, as sessões especiais de cinema do projeto trazem ao Cine Sesc Palladium curtas brasileiros para crianças de todas as idades. Sempre às 16h, no Mezanino do Sesc Palladium, os ingressos são gratuitos e podem ser retirados em sympla.com ou na bilheteria até 30min antes da sessão.

  • Lé com Cré | Direção: Cassandra Reis. 5 min; 2018; BRA; Livre | Dinheiro, medo e coisas de menino & menina contados por algumas crianças de um jeito fofo e esquisito.

  • Requilia | Direção: Renata Diniz. 15 min; 2013; BRA; Livre | Todos os dias, um garotinho de 7 anos pega o ônibus para a escola com sua babá. Numa manhã, encontra na parada alguém diferente das outras pessoas: quem é esse senhor barbudo que não está à espera de nada? Esse velhinho desperta a curiosidade da criança.

  • Lá do Alto | Direção: Luciano Vidigal. 8 min; 2013; BRA; Livre | Um menino sonhador tenta convencer seu pai a conhecer o alto de uma montanha, na favela do Vidigal, que ele acredita ficar perto do céu, para poder se comunicar com sua avó, de quem ele sente saudades.

  • O Malabarista | Direção: Iuri Moreno. 10 min; 2018; BRA; Livre | Documentário em animação sobre o cotidiano dos malabaristas de rua, que colorem a rotina monótona das grandes cidades.

  • Bicho do Mato | Direção: Juliana Sanson. 16 min; 2018; BRA; Livre | Jussara e a família deixam o campo para morar na cidade grande quando fortes chuvas atingem suas terras. Com a mudança, vêm as dificuldades de adaptação em um mundo totalmente diferente.

SERVIÇO

Cinema no Sesc Palladium – janeiro 2021

Data: 9 a 31 de janeiro de 2021

Onde: Sesc Palladium (rua Rio de Janeiro, 1046, Centro – BH- MG)

3 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Atual administração apresenta seu secretariado

Eleita para a gestão 2021-2024, a prefeita Eloísa Helena definiu os nomes que irão gerenciar as pastas da atual administração, ao lado de sua vice, Ana Paula Santos. Os novos secretários foram escolhi